Michel Teló libera o primeiro vídeo do DVD “Bem Sertanejo” com Maiara & Maraísa

O cantor Michel Teló lançou no último domingo (07), o primeiro vídeo do DVD “Bem Sertanejo“. A canção “Modão Duído” conta com a participação das irmãs Maiara & Maraísa.

Modão Duído” é uma composição de Rafael Augusto, Murillo Huff, Ricardo e Ronael. A produção musical ficou na mão de dois grandes nomes: Ivan Miyazato, que ficou responsável pelas regravações, como os clássicos e Neto Schaefer que cuidou das canções inéditas. As imagens do novo projeto de Teló ficou a cargo de Fernando Trevisan, o Catatau.

O DVD “Bem Sertanejo” foi gravado na cidade de Curitiba, capital do estado do Paraná. O projeto contou com grandes participações de peso, como Jorge & Mateus, Luan Santana, Maiara & Maraísa e a cantora Marília Mendonça, além dos pais do Teló.

O repertório contou com vários clássicos da música sertaneja como “Menino da Porteira”, “Chico Mineiro”, “Estrada da Vida”, “Fio de Cabelo” e “Pensa em Mim”. Alguns sucessos de Michel Teló como “Ei, Psiu Beijo Me Liga” e “Ai Se Eu Te Pego”, além de 10 músicas inéditas que foram divulgadas no canal oficial do cantor, incluindo o single “O Mar Parou”.

Confira abaixo o vídeo da música “Modão Duído”, a primeira do DVD “Bem Sertanejo” do cantor Michel Teló com Maiara & Maraísa.

Letra:

Modão Duído – Michel Teló & Maiara & Maraísa

E quando vejo, já tô ouvindo uns modão duído, sofrido
Tô enchendo a comanda da mesa
Ô saudade que gera despesa e prejuízo

Hoje eu acordei de pé direito
Vou fazer tudo bem feito, anota aí
Ontem foi a saideira

Mentira, na primeira esquina já bateu saudade
Pro dono do bar, não é novidade
Carência covarde
Já vem tocar no nome dela outra vez

E quando vejo, já tô ouvindo uns modão duído, sofrido
Tô enchendo a comanda da mesa
Ô saudade que gera despesa e prejuízo

E quando vejo, já tô ouvindo uns modão duído, sofrido
Tô enchendo a comanda da mesa
Ô saudade que gera despesa e prejuízo

Hoje eu acordei de pé direito
Vou fazer tudo bem feito, anota aí
Ontem foi a saideira

Mentira, na primeira esquina já bateu saudade
Pro dono do bar, não é novidade
Carência covarde
Já vem tocar no nome dele outra vez

E quando vejo, já tô ouvindo uns modão duído, sofrido
Tô enchendo a comanda da mesa
Ô saudade que gera despesa e prejuízo

E quando vejo, já tô ouvindo uns modão duído, sofrido
Tô enchendo a comanda da mesa
Ô saudade que gera despesa e prejuízo

E quando vejo, já tô ouvindo uns modão duído, sofrido
Tô enchendo a comanda da mesa
Ô saudade que gera despesa e prejuízo

E quando vejo, já tô ouvindo uns modão duído, sofrido
Tô enchendo a comanda da mesa
Ô saudade que gera despesa e prejuízo

 

Fonte: Portal Sertanejo